O Governo de Minas Gerais, por meio da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ARMBH), em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Consórcio IDP Ferreira Rocha, realizou, nesta terça-feira (01/07), no auditório do BDMG em Belo Horizonte, o II Workshop “Construindo o Diagnóstico dos Resíduos da Construção Civil e Volumosos (RCCV) e dos Resíduos dos Serviços de Saúde (RSS) na RMBH e Colar Metropolitano”.

Os objetivos do evento foram apresentar os resultados preliminares do diagnóstico dos resíduos dos serviços de saúde e da construção civil e volumosos, a partir de dados levantados em bases secundárias, bem como informações obtidas através de questionários enviados para grupos definidos no âmbito de gestão e gerenciamento desses resíduos nos municípios da RMBH e Colar Metropolitano, e obter mais informações e sugestões para aprimorar o diagnóstico final que vai embasar a elaboração do Plano de Gestão dos RSS e RCCV da RMBH e Colar Metropolitano.

Na abertura do workshop, o diretor-geral da ARMBH, Saulo Carvalho, ressaltou o compromisso do Governo de Minas e da Agência RMBH em debater, de forma participativa e compartilhada, as políticas públicas de interesse comum, como no caso da elaboração desse plano.

Saulo Carvalho também ministrou a apresentação do papel da Agência RMBH na gestão metropolitana dos resíduos sólidos, incluindo o Arranjo Metropolitano e o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI –RMBH), que contém as macrodiretrizes para o desenvolvimento integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte e Colar Metropolitano.

O evento:

O evento foi dividido em dois painéis, um de manhã e outro à tarde. Os temas abordados nos dois foram O papel da ARMBH para a gestão metropolitana dos resíduos sólidos, O Plano de Gestão de Resíduos e seu papel para o planejamento municipal e regional/ metropolitano, e Apresentação e debate da sistematização dos dados preliminares do diagnóstico dos RSS.

Na parte da manhã esses temas deram enfoque aos resíduos sólidos de serviços de saúde e, na parte da tarde, enfocaram os resíduos sólidos da construção civil e volumosos, ambos na região Metropolitana de Belo Horizonte e Colar Metropolitano.

Participaram do evento cerca de 120 pessoas.

 

O projeto:

O projeto abarca todos os 50 municípios pertencentes à RMBH e ao Colar Metropolitano e prevê a elaboração do plano de forma participativa e compartilhada entre os setores público, privado e sociedade civil.

O objetivo é ampliar a eficiência dos serviços púbicos relacionados ao sistema de gestão sustentável, integrada e regionalizada dos RSS e RCCV, reforçando, principalmente, a não geração, reutilização, reciclagem, logística reversa, coleta diferenciada, destinação final adequada e alternativas de tratamento, que acarretarão melhorias na qualidade de vida, na preservação da saúde pública e na manutenção do meio ambiente equilibrado com o desenvolvimento econômico da sociedade.

 

Copyright © 2013 . Todos os direitos reservados . www.ferreirarocha.com.br